Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Autoridades financeiras da Islândia nacionalizam banco Glitnir

Estocolmo, 8 out (EFE) - As autoridades financeiras da Islândia anunciaram hoje a nacionalização do terceiro maior banco do país, o Glitnir, um dia depois de assumirem o controle total do segundo, o Landsbanki.

EFE |

Coincidindo com o anúncio, o Banco Nacional da Suécia comunicou a concessão de um empréstimo de mais de cinco bilhões de coroas suecas (500 milhões de euros) ao maior banco da Islândia, o Kaupthing.

Este último ainda está sob direção privada e o crédito concedido pelo banco emissor em Estocolmo tem como fim prioritário proteger os interesses dos investidores suecos.

Representantes do Governo de Reykjavik negociarão também com a Rússia a concessão de um empréstimo de quatro bilhões de euros para estabilizar a moeda islandesa, que, no último ano, se desvalorizou 75% em relação ao euro.

O Governo da Islândia implementou, na quarta-feira, as primeiras medidas de seu plano de emergência, nacionalizando o segundo maior banco do país.

Após a aprovação de urgência do pacote de medidas "mais radical" da história do país, de acordo com o primeiro-ministro islandês, Geir Haarde, o Estado assumiu o controle do Landsbanki, segundo principal instituto de crédito.

A radicalização da crise revela a fragilidade da economia islandesa, um país de apenas 300 mil habitantes que viveu anos de "boom" econômico graças à grande expansão de seu setor financeiro, que representa oito vezes o Produto Interno Bruto (PIB) nacional.

EFE jcb/db

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG