O departamento do Tesouro e a Reserva Federal iniciaram nesta quinta-feira discussões com o Congresso americano em busca de um amplo plano para ajudar os bancos a escapar de suas dívidas incobráveis, principal causa da atual crise financeira.

As negociações incluem o secretário do Tesouro, Henry Paulson, o presidente do Federal Reserve (Fed), Ben Bernanke, e os principais representantes democratas e republicanos no Congresso americano.

Em uma rápida coletiva concedida no Capitolio, Paulson disse: "Este país é capaz de se unir e realizar as coisas rapidamente quando é preciso, pelo bem do povo americano".

"Agora estamos trabalhando para combater um risco sistêmico e a tensão em nossos mercados de capitais. Falamos de um enfoque integral, que exigirá uma nova legislação para enfrentar os ativos sem liquidez nos Estados Unidos".

"Nos unimos para trabalhar em uma rápida solução, que ataque o foco do problema: os ativos sem liquidez dos balanços das instituições financeiras".

Já Bernanke garantiu que "vamos trabalhar em estreita colaboração com o Congresso para resolver esta crise financeira e colocar nossa economia em movimento".

Paulson e Bernanke falaram ao lado do líder da maioria democrata no Senado, Harry Reid, e da presidente democrata da Câmara de Representantes, Nancy Pelosi.

Segundo o porta-voz do Tesouro, Brookly McLaughlin, o grupo vai explorar "todas as opções legislativas e administrativas, e espera trabalhar durante o fim de semana com os líderes do Congresso para encontrar uma forma de sair" da crise.

Reid "disse que espera trabalhar" com Paulson e Bernanke e que está "ansioso para ver suas propostas". "Queremos receber isto em questão de horas, e não de dias".

Já Pelosi assinalou que os dois partidos "estão escutando o que a administração tem a dizer, esperando para trabalhar juntos, esperando encontrar uma solução que atenda as necessidades do povo americano".

De acordo com a imprensa americana, o Tesouro e o Fed analisam uma solução semelhante à adotada nos anos 80 para pôr fim à crise das instituições de poupança e empréstimos (Savings and Loans).

Na época, as autoridades estabeleceram uma estrutura de financiamento público (Resolution Trust Corp) destinada a comprar os ativos de risco dessas instituições.

McLaughlin destacou que Paulson e Bernanke planejam trabalhar "durante todo o final de semana com os responsáveis do Congresso para chegar a uma solução".

O presidente americano, George W. Bush, se reuniu hoje com Paulson, Bernanke; o presidente da SEC (órgão regulador do mercado americano), Christopher Cox; o chefe do Conselho Econômico da Casa Branca, Edward Lazear; e o conselheiro Keith Hennessey.

Antes do encontro, Bush garantiu que seu governo tomará as medidas necessárias para restabelecer a estabilidade nos mercados e a confiança nos investidores.

Serviço 

Mais notícias

Para saber mais

Opinião

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.