Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Aurora reduzirá produção de frango

FLORIANÓPOLIS - A Coopercentral Aurora, sediada em Chapecó (SC), informou que vai reduzir o abate de frangos em 20%, seguindo recomendação da Associação Brasileira dos Produtores e Exportadores de Frangos (Abef). O corte ocorrerá a partir de janeiro por conta da retração da demanda internacional.

Valor Online |

A produção da Aurora é de cerca de 900 toneladas de frango/dia.

" É bom senso fazer isso. De maneira geral, todas as agroindústrias no país vão reduzir a produção em 20%, disse Mário Lanznaster, presidente da Aurora. Segundo ele, " outubro e novembro foram meses terríveis na exportação " .

Em outubro houve queda de 50% nas vendas internacionais da Aurora e em novembro o recuo chegou a 70%, informou ele. " E em dezembro ainda não sabemos o que vai ocorrer, mas o volume exportado vai ser muito pequeno " .

Mercados importantes para a cooperativa, como Japão e Europa, foram os que mais reduziram as compras. " Além de diminuir as encomendas, os que ainda pedem, querem descontos " , disse.

Não é a primeira vez que a Aurora tem que reduzir a produção. Isso já aconteceu após o aparecimento de focos de gripe aviária em vários países, o que retraiu a demanda por frango no mercado internacional, disse Lanznaster. Naquela ocasião, mesmo com a redução em algumas indústrias, o preço do frango caiu.

A paralisação do porto de Itajaí (SC) para navios de grande porte por conta das enchentes também deve dificultar as exportações da cooperativa, disse. A paralisação do porto, acrescentou, elevará os custos logísticos em 30%. Dentre os portos que deverão embarcar cargas da Aurora estão Paranaguá (PR) e São Francisco do Sul (SC).

A cooperativa mantém suspensos os investimentos em duas indústrias de frango que pretendia construir em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul.

Apesar da previsão de um primeiro trimestre ruim em 2009, Lanznaster espera que no segundo trimestre do ano que vem ocorra retomada da demanda por frango do mercado internacional.

(Vanessa Jurgenfeld | Valor Econômico)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG