Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Audi quer trazer veículo híbrido para o País em 2010

A Audi pretende trazer ao País o primeiro carro híbrido que será vendido no mercado brasileiro. O A1, modelo em fase de testes pela matriz do grupo na Alemanha, é movido a eletricidade e gasolina.

Agência Estado |

Seu lançamento na Europa está previsto para 2010 e, no ano seguinte, poderá ser importado pela Audi do Brasil.

"O segmento de alto luxo é o único no Brasil a não dispor de veículos flex", lembra Rafael Clemente, gerente de produtos da empresa. "A Audi estará preparada para atender a demanda pelo híbrido", completou o diretor-executivo Jan Ebersold.

O único exemplar do A1, ainda um protótipo, está em exposição no Parque do Ibirapuera, em São Paulo, num evento que a empresa organizou para comemorar os 15 anos da marca no Brasil. Também estão à mostra até domingo modelos antigos, como o Audi Union Type C (precursor dos carros da Fórmula 1), o novo A4 - que está sendo lançado no Brasil - e o A5, que chegará em outubro.

O A1 é um compacto de luxo para quatro passageiros, tem motor 1.4 a gasolina e um motor adicional elétrico no porta-malas. O preço não está definido.

A Audi vai investir R$ 100 milhões nos próximos três anos para triplicar suas vendas no País. Depois que a empresa encerrou a produção do A3 em São José dos Pinhas (PR), em 2006, sua participação no mercado despencou. Este ano, serão vendidos cerca de 1,7 mil unidades, só de modelos importados.

Clemente calcula que o mercado brasileiro deverá consumir este ano cerca de 10 mil carros de luxo, com preços acima de R$ 100 mil. Até 2015, a marca pretende vender em média 5 mil carros por ano no País. No mundo todo, a previsão é de 1,5 milhão de unidades. "Embora a participação na marca mundial seja pequena, a Audi do Brasil será uma das grandes vedetes para a companhia no futuro."

A Audi foi trazida ao Brasil pelo piloto Ayrton Senna, em 1993. Com a morte do piloto, o irmão Leonardo assumiu o negócio de importação. Cinco anos depois, foi inaugurada a fábrica no Paraná, em conjunto com a Volkswagen. Em 2005, a Audi adquiriu as ações do grupo Senna e assumiu a distribuição no País.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG