Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Audi diz que desconhecia ligação entre Roberto Teixeira e Lula

O empresário Marco Antonio Audi disse ontem no Senado que esteve com a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, no primeiro semestre de 2006, e com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em dezembro daquele ano, no Palácio do Planalto, na condição de sócio de um grupo que despontava como potencial comprador da Varig. As reuniões foram agendadas pelo advogado Roberto Teixeira, amigo e compadre de Lula.

Agência Estado |

Apesar de ter admitido que nas duas ocasiões foi recebido na condição de candidato a adquirir a Varig, Audi poupou tanto o presidente quanto a ministra de qualquer acusação de interferência nas negociações. "Eles nunca se envolveram. Claro que tinham uma preocupação com as implicações sociais da quebra da Varig. Mas só isso", disse Audi.

Segundo o empresário, o encontro com Dilma durou cerca de 10 minutos. "A ministra disse que torcia para que os negócios da Varig corressem na normalidade e a empresa não falisse", disse Audi. Da reunião com Lula participaram Teixeira e Dilma. "O Roberto Teixeira dizia: Faz um favor: venha a Brasília que vou apresentá-lo ao presidente; é importante".

Audi disse que contratou Teixeira pelo conhecimento que ele havia acumulado no processo de quebra da Transbrasil. Quando informou que contratou Teixeira sem saber que ele era compadre de Lula, os senadores deram gargalhadas. "Quer dizer que o senhor não sabia quem ele era?", perguntou Álvaro Dias (PSDB-PR).

Ele disse que, só três dias depois de ter acertado com Teixeira é que, numa conversa com um amigo, foi informado dessa condição. "Você, hein? contratou o compadre do homem. Agora esse negócio vai", disse o amigo, segundo relatou. Os senadores saíram da audiência sem acreditar.

Audi afirmou que Teixeira e seus auxiliares usaram e abusaram do nome de Lula e dos ministros para fazer pressão, principalmente sobre os segundo e terceiro escalões do Poder. "Toda vez que a Valeska (filha de Teixeira) tinha um problema, ela pegava o telefone e dizia que ia dormir no fim de semana na casa do Dindo (Lula, que é padrinho de casamento de Valeska)."

Se no passado a contratação de Teixeira se revelou um grande negócio, hoje o quadro é diferente. Atualmente, o advogado defende o chinês Lap Chan, que briga na Justiça com Audi e mais dois sócios brasileiros pelo controle da VarigLog. Por decisão judicial, os brasileiros foram afastados da empresa, que passou a ser controlada pelo fundo americano Matlin Patterson, do qual Lap é representante.

Audi levantou a suspeita de que a influência de Teixeira tenha levado a Justiça paulista a essa decisão. "O que está acontecendo comigo é um estupro jurídico." Para ele, não será surpresa se daqui a algum tempo Teixeira aparecer na condição de sócio de Lap Chan na VarigLog.

Indagado se Teixeira tinha influência também na Vara Empresarial do Rio, onde correu o processo de recuperação judicial da Varig, ele disse duvidar. "O Roberto Teixeira e a Valeska são arrogantes por natureza, mas não acredito que tenham exercido influência sobre o juiz Luiz Roberto Ayoub ( responsável pelo processo)." "Por várias vezes, Ayoub me pediu que tirasse o Teixeira da sala porque ele não agüentava. Dizia que Teixeira era muito arrogante e por isso não falaria mais com ele."

A sessão de ontem da Comissão de Infra-Estrutura durou quase quatro horas. Além de Audi, depôs o ex-presidente da CPI da Varig na Assembléia Legislativa do Rio, deputado Paulo Ramos (PDT). Ele disse que a CPI não pôde avançar muito porque foi impedida pela Justiça de quebrar o sigilo bancário, fiscal e telefônico dos envolvidos na compra da empresa. Para ele, foi montado um esquema, com a cobertura do Palácio do Planalto, para que a Varig fosse entregue ao grupo de Audi.

A comissão aprovou ontem convite a Valeska Teixeira e seu marido, Cristiano, o ex-procurador-geral da Anac João Ilídio Lima, Lap Chan e Manoel Felipe Brandão, ex-procurador da Fazenda Nacional.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG