O ator canadense Keanu Reeves desmentiu, nesta terça-feira, em um tribunal da Califórnia (leste), ter lançado seu carro contra um paparazzo, no segundo dia do processo civil aberto pelo fotógrafo, em Los Angeles, para obter indenização.

Reeves disse ao júri que Alison Silva caiu sozinho, ao andar para trás. Já Silva alega que, ao cair, machucou o pulso, depois de ser atingido pelo Porsche do ator.

Ao ser interrogado por seu advogado e pelo de Silva, o protagonista de "Matrix" também negou ter fugido. Reeves garantiu ter parado, disse que pediu a testemunhas do acidente que ligassem para os serviços de emergência e até ofereceu água ao fotógrafo.

O paparazzo, que presta depoimento nesta terça à tarde (hora local), afirma que teve de gastar cerca de 40.000 dólares em cuidados médicos desde o incidente ocorrido em março de 2007, em Palos Verdes (sudoeste de Los Angeles).

tq/tt

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.