Índice caiu para 55,5 em junho, o menor nível em três meses

O índice de atividade dos gerentes de compra (PMI) do setor de serviços da zona do euro (grupo dos 16 países que adotam a moeda única) caiu para 55,5 em junho, o menor nível em três meses, de 56,2 em maio. A expectativa dos economistas era de queda para 55,4. Com isso, o índice de produção composto da zona do euro - uma medida da atividade baseada em uma pesquisa com gerentes de compra de cerca de 4.500 empresas - recuou para a mínima em três meses de 56,0 em junho, de 56,4 em maio.

Os números indicam que o crescimento do setor privado da zona do euro se desacelerou em junho, no mais novo sinal de que a recuperação econômica do bloco está perdendo força.

Na Alemanha, a maior economia da zona do euro, o PMI de serviços ficou estável em 54,8 em junho, na comparação com maio, levemente acima da estimativa de queda para 54,6. Já na França, o PMI de serviços caiu para 60,8 em junho, de 61,4 em maio, contra a previsão de alta para 61,6. Na mesma base de comparação, o PMI de serviços da Itália recuou para 51,5, de 53,7, um declínio maior do que o esperado, que era para 53,5. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.