Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Atingida pela crise, BMW renuncia às suas metas para 2008

Afetada pela crise, a construtora automobilística alemã BMW renunciou nesta terça-feira a todas as suas ambições para 2008 e manifestou preocupação com relação ao próximo ano.

AFP |

"Estamos longe de ter superado a crise financeira, particularmente suas conseqüências sobre a economia real em 2009", explicou Norbert Reithofer, o presidente da empresa, citado em um comunicado.

Para este ano, BMW disse que não "é mais possível" fazer previsões para 2008 e renunciou à sua ambição de ver suas vendas ultrapassar o nível recorde do ano passado. Ele vai então reduzir sua produção em 40.000 unidades este ano, além dos 25.000 já anunciados.

"Mas vamos ter um lucro nitidamente positivo", disse o presidente.

No terceiro trimestre, a BMW sofreu novamente a queda dos mercados automobilísticos e de sua forte exposição no mercado de leasing, principalmente nos EUA, atingido em cheio pela crise.

"As conseqüências da crise financeira, a fragilidade da conjuntura em nível mundial, os efeitos de câmbio, assim como os custos elevados das matérias primas levaram no terceiro trimestre a trocas extras", disse o grupo em um comunicado. Elas chegaram a 1,3 bilhão de euros.

No terceiro trimestre, o faturamento da empresa caiu 8,6%, para 12,6 bilhões de euros e seu lucro líquido caiu 63%, ficando em 298 milhões de euros.

len/mtr/lm

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG