As negociações sobre o pacote de ajuda à Grécia foram adiadas por causa do caos nas viagens internacionais causado pelo vulcão islandês, informou ontem o Ministério das Finanças grego. As conversas deveriam começar hoje em Atenas, envolvendo o governo do país, a Comissão Europeia, o Banco Central Europeu e o Fundo Monetário Internacional (FMI).

As negociações sobre o pacote de ajuda à Grécia foram adiadas por causa do caos nas viagens internacionais causado pelo vulcão islandês, informou ontem o Ministério das Finanças grego. As conversas deveriam começar hoje em Atenas, envolvendo o governo do país, a Comissão Europeia, o Banco Central Europeu e o Fundo Monetário Internacional (FMI). O encontro foi adiado até quarta, "se as condições permitirem". Os participantes discutiriam um pacote de políticas econômicas de três anos, e a ajuda financeira dos países da zona do euro e do FMI, que ficará à disposição da Grécia. No sábado, o ministro das Finanças grego, George Papaconstantinou, disse que as preocupações do mercado sobre os bônus do país irão se acalmar quando os países acertarem mais detalhes sobre os empréstimos. Em Madri, ele disse que a Grécia passou pelo seu mês "mais difícil" para refinanciar sua dívida, ao conseguir captar cerca de 12 bilhões em abril. Papaconstantinou disse que as medidas do governo para reduzir seu déficit orçamentário e a provisão de cerca de 45 bilhões em empréstimos do FMI e de outros países que usam o euro devem acalmar os investidores.Em setembro, a Grécia assustou os mercados e os outros países do euro ao anunciar que seu déficit de 2009 seria quatro vezes maior que o limite máximo da União Europeia, que é de 3% do Produto Interno Bruto.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.