Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Até setembro, Alcoa ganha 42,1% a menos do que no ano passado

Nova York, 7 out (EFE).- A companhia americana Alcoa anunciou hoje ter faturado 42,1% a menos nos nove primeiros meses do ano e 51,7% a menos no terceiro trimestre de 2008 em relação aos mesmos períodos de 2007, devido à queda do preço do alumínio.

EFE |

A empresa ressaltou ainda aumento dos custos e menor demanda como motivos da perda de faturamento.

A Alcoa, que celebra este mês seu 120º aniversário de fundação, especificou que até setembro de 2008 teve lucro líquido de US$ 1,11 bilhões (US$ 1,36 por ação), enquanto no mesmo período, em 2007, ganhou US$ 1,93 bilhões (US$ 2,20 por título).

Em vendas, a empresa de alumínio ganhou, até setembro de 2008, US$ 22,22 bilhões, 4,8% a menos que nos nove primeiros meses de 2007, quando faturou US$ 23,36 bilhões.

Quanto ao terceiro trimestre deste ano, a companhia informou ter ganhado US$ 268 milhões (US$ 0,33 por título), o que significa uma queda do 51,7% em relação ao mesmo trimestre do ano passado, quando teve lucro líquido de US$ 555 milhões (US$ 0,63 por ação).

A companhia com sede em Pittsburgh, na Pensilvânia, teve faturamento bruto de US$ 7,23 bilhões no terceiro trimestre deste ano, 2,07% a menos do que no mesmo período de 2007, quando vendeu o correspondente a US$ 7,38 bilhões.

Os resultados de Alcoa do terceiro trimestre são piores do que esperavam os analistas de Wall Street, que calculavam um lucro líquido de US$ 0,54 por ação e vendas no valor de US$ 7,27 bilhões.

As ações da Alcoa, que tem 97 mil empregados em 34 países, caíam US$ 0,86 (5,15%) até o valor de US$ 15,85 nas operações eletrônicas posteriores ao fim do pregão regular da Bolsa de Nova York. EFE O presidente e executivo-chefe de Alcoa, Klaus Kleinfeld, atribuiu a queda de lucro a que "recentemente os preços do alumínio caíram consideravelmente e a demanda diminuiu, enquanto os custos seguem altos".

Kleinfeld acrescentou ter tomado medidas para "manter empregados e maximizar a rentabilidade em meio a condições econômicas muito adversas", ao mesmo tempo em que anunciou ter suspenso o programa de recompra de ações.

bj/jp ECO:ECONOMIA,SETORES-EMPRESAS,INDÚSTRIAS ECO:ECONOMIA,MERCADOS-FINANÇAS,BOLSAS-VALORES ECO:é:04011005:Economia, negócios e finanças:Manufatura industrial:Siderurgia e metalurgias ECO:é:04009000:Economia, negócios e finanças:Mercados e bolsas

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG