Índice utilizado como base para reajustar os contratos de aluguel acumula avanço de 7,76% no ano e de 7,64% nos últimos 12 meses

O Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) teve alta de 1,03% na segunda prévia de setembro, ante variação positiva de 0,55% em igual período de agosto, informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV), nesta terça-feira.

Economistas consultados pela Reuters previam taxa de 1,04%, segundo a média de dez previsões, que ficaram entre 1% e 1,10%.

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) avançou 1,45% na segunda prévia deste mês, após alta de 0,89% na segunda leitura de agosto.

O IPA agrícola saltou 3,47% agora, ante variação positiva de 0,13% antes, e o IPA industrial avançou 0,82%, depois de subir 1,13%.

As maiores altas de preços no atacado foram de algodão em caroço, milho em grão, bovinos, carne bovina e soja em grão.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) teve elevação de 0,24% na segunda leitura deste mês, ante baixa anterior de 0,28% em igual período de agosto.

Os custos de Alimentação subiram 0,28%, ante queda de anterior de 1,33%. Os de Vestuário também reverteram a queda anterior, de 1,08%, subindo 0,35% agora.

As principais elevações de custos no varejo foram de refeição em restaurante, banana prata, limão, tomate e pão francês.

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) registrou oscilação positiva de 0,14% na segunda prévia de setembro, comparado à alta de 0,27% na segunda de agosto.

No ano, o IGP-M acumula avanço de 7,76% e nos últimos 12 meses, de 7,64%.

O IGP-M da segunda leitura do mês apurou os preços entre 21 de agosto e 10 de setembro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.