Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Assocon revisa para baixo previsão para confinamento no ano

São Paulo, 30 - O número de animais confinados neste ano deverá ser bem menor do que se esperava no início do ano. De acordo com pesquisa realizada pela Associação Nacional dos Confinadores (Assocon) junto aos 47 associados da entidade, o aumento no número de animais confinados será de apenas 6,7% sobre os 541,95 mil animais do ano passado.

Agência Estado |

Na pesquisa realizada em março deste ano, os sócios da entidade projetavam um aumento de 22,2% no plantel, expectativa que recuou para 20,6% em junho deste ano.

Os números do começo do ano indicavam que o volume de animais confinados em 2008 teria um incremento de 120.313 cabeças para um total de 662.264 animais. Esse número foi revisto em junho e recuou para 111.642 animais a mais do que no ano passado. Com a última pesquisa, os confinadores irão aumentar em apenas 36.311 cabeças o número de animais alojados, totalizando 578.262 cabeças.

O principal motivo para a forte redução da intenção de confinar neste ano foi o forte aumento dos custos de produção da atividade pecuária. "Quando questionados sobre essa redução, os entrevistados citaram dois principais motivos: custo elevado do boi magro e de insumos para nutrição, onde em pelo menos um caso houve a inviabilização da atividade para um sócio de grande produção", diz a pesquisa.

Dados do Centro de Pesquisas Avançadas em Economia Aplicada (Cepea) mostram que apenas neste ano, os preços do bezerro tiveram um crescimento de 54,2%. No final do ano passado, o bezerro custava, em média R$ 484,64 por cabeça, valor que já superou os R$ 750 no início de julho e está atualmente em R$ 747,43 por cabeça.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG