Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Associação do setor automobilístico prevê queda de 19% nas vendas em 2009

SÃO PAULO ¿ A Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), uma das maiores e mais importantes associações do setor automobilístico do País, prevê queda de 19% nas vendas/emplacamentos de automóveis e comerciais leves para 2009, em relação a 2008.

Redação |


Acordo Ortográfico

No início de 2008, a entidade havia previsto crescimento de 20% para o ano de 2008. Com a queda acentuada nas vendas nos meses ¿ 22,8% em outubro e 25% em novembro ¿, a Fenabrave refez suas estimativas. Segundo as novas projeções, serão comercializados, em 2009, um total de 2.155.000 de automóveis e comerciais leves, contra 2.661.046 unidades previstas para 2008 ¿ ano que terá crescimento acumulado de 13% sobre 2007.

Passamos de uma média de 252 mil automóveis e comerciais leves emplacados no terceiro trimestre de 2008 para uma média de 170 mil no último trimestre do ano (considerando a projeção para fechamento de dezembro), informa Sérgio Reze, presidente da instituição, por meio de um comunicado enviado à imprensa.

Além de interromper o ciclo de crescimento, deverá haver queda brutal nas vendas no ano que vem. Mas, dependendo das medidas a serem anunciadas pelo governo, a queda pode ser menor em 2009, afirma Reze.
 
De acordo com o presidente da Fenabrave, a entidade deverá reavaliar suas projeções no decorrer do primeiro semestre de 2009 que, conforme análise da Federação pode chegar a ter uma queda de mais de 30% nas vendas de automóveis e comerciais leves.

A perspectiva de queda nas vendas de automóveis em 2009 já era esperada por especialistas do setor e por sindicatos da categoria. O forte crescimento de 2008 (até outubro) e a crise financeira mundial, que prenuncia recessões econômicas em vários países, freariam a produção automobilística.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG