Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Associação apóia parceria, mas sem exclusividade

O presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes, Paulo Solmucci Jr., afirma que a entidade é favorável à parceria de fornecedores e restaurantes como forma de marketing, benéfica para os dois lados.

Agência Estado |

"Acho que os restaurantes até deviam buscar mais esse tipo de acordo para divulgar sua imagem de estabelecimento preocupado com o uso de produtos de qualidade", afirma.

Ele critica, porém, os contratos de exclusividade. "São mais comuns no caso de bebidas, em que o estabelecimento pode oferecer apenas uma marca, e isso cerceia a liberdade de escolha do consumidor", diz ele. "O restaurante tem de avaliar se diminuir o número de opções só para receber algumas vantagens daquele fornecedor é realmente um bom negócio. Além do que, ser obrigado a encher a casa do logotipo do fornecedor não é bom."

Para Eduardo Tomiya, diretor da consultoria BrandAnalytics, a exclusividade não é prejudicial. "Ter uma marca forte associada ao restaurante é benéfico. Cabe ao estabelecimento avaliar, no entanto, o que é melhor para sua imagem e também seu caixa: a diversidade ou a parceria."

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG