Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

ASML: vendas caem 20% no 3ºtri; crise afeta pedidos de semicondutores

O diretor-financeiro da fabricante de semicondutores holandesa ASML, Peter Wennink, afirmou que os clientes da companhia estão hesitando em fazer encomendas em razão da incapacidade de acesso aos mercados de crédito, mas que a companhia não está sendo diretamente impactada pela crise. A declaração veio logo após o anúncio do balanço da empresa, que mostrou queda de 56% no lucro líquido e de 20% nas vendas da ASML no terceiro trimestre deste ano.

Agência Estado |

Às 7h22 (de Brasília), as ações da ASML caíam 6,10%, na Bolsa de Amsterdã.

Em uma mensagem publicada no website da companhia, Wennink afirmou que a ASML tem uma quantidade de caixa suficiente de 1,3 bilhão de euros (US$ 1,77 bilhão) e é uma empresa lucrativa, geradora de caixa. Os consumidores da companhia, no entanto, que dependem dos mercados de crédito para comprar equipamentos, estão em "modo de espera". Entre os clientes da ASML estão a Intel Corp., a Samsung Electronics e a Taiwan Semiconductor Manufacturing.

Ao divulgar seu balanço trimestral, a ASML afirmou que espera que as vendas neste ano caiam 20% em relação às do ano passado, em razão do menor gasto das empresas com produtos eletrônicos e uma crise geral no mercado de semicondutores. Wellink acrescentou que o modelo de negócio flexível da empresa vai permitir cortes de custos, sem demissões, e que apesar da esperada queda das encomendas e embarques, as vendas em 2009 vão resultar em uma margem operacional positiva.

O lucro líquido da ASML nos três meses encerrados em 30 de setembro caiu para 73 milhões de euros (US$ 99,5 milhões), de 168 milhões de euros no mesmo período do ano passado, enquanto as vendas recuaram para 696 milhões de euros (US$ 948,8 milhões), em comparação aos 940 milhões de euros do terceiro trimestre de 2007. Os dados ficaram acima das expectativas dos analistas, que eram de lucro líquido de 68 milhões de euros e vendas de 683 milhões de euros. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG