Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

As vantagens de estar nas feiras

Participar de uma feira de negócio pode ser uma grande oportunidade para micros e pequenos empresários. Eventos segmentados oferecem contatos com clientes em potencial e divulgação da marca, entre outras vantagens.

Agência Estado |

A Formóbile, por exemplo, feira de negócios do setor moveleiro, que começa nesta terça-feira em São Paulo, chega a sua 3ª edição com muitas oportunidades. Serão cerca de 600 expositores e a expectativa de receber 50 mil visitantes, somente profissionais do setor. Na última edição, a feira movimentou R$ 750 milhões durante e após o evento. O crescimento para este ano deve ficar na faixa de 10% a 15%.

De acordo com a diretora de Marketing da Formóbile, Araceli Silveira, a expectativa pela participação de novos expositores é grande, pois segundo ela, são eles os responsáveis pelo crescimento da feira. "A variedade de produtos e participantes é o que mantém a feira viva."

Ela salienta que eventos como esse são oportunidade de ter contato direto com o cliente em potencial, " que certamente realizará uma compra."

A PhotoImageBrazil (Feira Internacional de Imagem) é outro evento que promete movimentar o mercado de fotografias e produtos relacionados. Este ano, a feira ocorrerá de 12 a 15 de agosto em São Paulo e contará com 150 expositores, sendo que destes 35 são micro ou pequeno. "É um excelente negócios para essas empresas, que passam de caçador a caça. Os visitantes vão à procura delas", afirma a show-manager da PhotoImageBrazil, Duda Escobar.

Segundo Araceli, nas feiras a pequena empresa tem tantas chances quando a grande que também está presente. E Duda complementa, dizendo que é comum ver casos de pequenas empresas que diante da participação das grandes sentem-se intimidadas. "O que falta muitas vezes é uma pitada de ousadia. O que importa é ter um bom produto e não um grande estande."

Investimento

O custo para participar de uma feira de negócios varia de acordo com o espaço de que o expositor irá dispor, que pode variar entre 15 m² e mil m². No geral, um estande pequeno pode sair por R$ 10 mil. É possível estar presente este ano PhotoImageBrazil, por exemplo, com investimento mínimo de R$ 3,5 mil.

Mas para garantir um bom espaço e localização dentro da feira é aconselhável acertar todos os detalhes até no máximo um mês antes da data do evento. "Quem compra antes garante um lugar melhor", diz Araceli. Ela ressalta, porém, que de nada adianta comprar um espaço bem localizado e aí acreditar que resultados milagrosos aparecerão. "Tem de ter funcionários treinados e, claro, produtos novos e de qualidade."

De acordo com Duda, a organização da feira preocupa-se em assessorar os expositores, em especial aqueles que estão presentes pela primeira vez. "O empresário tem de estar preparado para todas as perguntas que ouvirá e saber explicá-las de forma didática."

E estar pela primeira vez numa feira é exatamente o caso da Revest-Bras, empresa de pequeno porte que comercializa fita de borda para indústria moveleira desde 2001. O evento escolhido será a Formóbile. "A empresa está crescendo e percebemos a necessidade de divulgar o nome e conhecer mais pessoas ligadas ao setor", diz o proprietário, Aurélio Bernardes.

Antes de confirmar a participação como expositor, Bernardes tinha dúvidas comuns a todos participantes de primeira viagem. Questões relacionadas ao estande, montagem, o que oferecer para atrair a atenção do público. Segundo ele, essas dúvidas foram solucionadas com a ajuda da organização do evento. A possibilidade de participar ou não foi estudada por seis meses até que fosse certeza de que compensava.

Para participar da feira, a empresa investiu cerca de R$ 40 mil, que pagou o espaço de 50m², catálogo, folder, e a locomoção dos representantes de venda até São Paulo, já que a empresa está localizada no interior do Estado. "É um valor alto para uma pequena empresa, mas acredito que em seis meses haverá retorno."

Na Photoimage

Vera Cristina Probst , proprietária da Veríssima Maquiagem para estúdios também está na mesma situação que Aurélio. A empresa funciona há seis anos, mas só agora Vera se animou para participar de uma feira, no caso a PhotoImageBrazil. "Acredito que a feira seja um bom caminho para ampliar a distribuição dos produtos."

Por esta participação, a empresária está investindo R$ 25 mil. O valor inclui o estande, que terá o tamanho de 12 m², os brindes e a elaboração de um novo produto.

Pelo planejamento da empresária, em três meses já será possível ter um retorno de todo o investimento.

Outra empresa que expõe pela primeira vez e escolheu a PhotoImageBrazil é a Trev Eletronics, especializada em baterias recarregáveis de íons de lítio. "Estamos indo com cautela. Fizemos de tudo para que o custo não fosse alto", diz o proprietário Sérgio Trevisan Junior. Mas mesmo com cautela, a expectativa é de que os clientes da loja aumentem em 30%.

A saída encontrada foi fazer um estande simples, mas com um design diferente. Além de escolher um local em que não há barreiras visuais. O orçamento para a feira ficou em torno de R$ 6 mil. "É melhor dar passos pequenos, porém precisos", diz Trevisan Junior.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG