Avanço foi em relação a maio de 2009; montante arrecadado, de R$ 61,1 bilhões, foi recorde para o mês

A arrecadação da Receita Federal em maio bateu recorde para o mês e totalizou R$ 61,114 bilhões. O resultado representou um aumento real - descontada a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) - de 16,55% ante maio de 2009. Também ficou perto do teto das projeções do mercado (entre R$ 56 bilhões e R$ 62,4 bilhões) e acima da mediana das previsões (R$ 60,1 bilhões). Devido a fatores sazonais referentes ao recolhimento de impostos, a arrecadação em maio apresentou uma queda real de 14,18% em comparação com abril deste ano.

No acumulado de janeiro a maio, a arrecadação de impostos e contribuições federais somou R$ 318 bilhões, com crescimento real de 13,27% em relação ao mesmo período de 2009. Em todos os meses de 2010, a arrecadação da Receita apresentou recorde para cada mês, confirmando trajetória de recuperação verificada este ano, com o maior crescimento da economia brasileira.

Dados divulgados pela Receita Federal mostram ainda que a arrecadação de janeiro a maio, em valores nominais, já é R$ 50,66 bilhões maior que a obtida no mesmo período de 2009. Considerando a correção pela inflação, o aumento da arrecadação de janeiro a maio é de R$ 37,651 bilhões ante o mesmo período de 2009.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.