Ambientalistas que bloqueiam o lado argentino da principal ponte entre o país e o Uruguai há 5 anos podem suspender a obstrução

Os ambientalistas que bloqueiam o lado argentino da principal ponte entre o país e o Uruguai há 5 anos podem suspender a obstrução. Isso, se o grupo finlandês UPM-Kymmene Oyj der garantias de que sua fábrica de papel, construída na margem oriental do Rio Uruguai, na cidade de Fray Bentos, não poluirá o ambiente, de acordo com a imprensa local.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.