Tamanho do texto

A Argentina vai acertar sua dívida de 6,7 bilhões de dólares com o Clube de Paris, anunciou nesta terça-feira a presidente argentina, Cristina Kirchner.

"Dei instrução ao ministro da Economia (Carlos Fernandez) para utilizar as reservas do Banco Central para acertar a dívida com o Clube de Paris", declarou a presidente argentina, em cerimônia oficial.

Com este acordo, a Argentina voltará a ter acesso a financiamentos internacionais, algo positivo já que suas necessidades de financiamento devem aumentar no próximo ano. O Clube de Paris, que reúne os credores públicos da Argentina, é formado por cerca de 20 países (EUA, Japão e vários Estados europeus).

A Argentina já havia recorrido às reservas do banco central, que estão em quase 47 bilhões de dólares, para liquidar sua dívida de 9,6 bilhões de dólares com o FMI, em janeiro de 2006.

ob/lm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.