Buenos Aires, 22 ago (EFE) - O Governo da Argentina anunciou hoje que continuará com o plano de recompra de títulos de dívida pública iniciado há dez dias, que será tornado transparente agora através de um mecanismo de licitação para a aquisição dos papéis.

O Ministério da Economia argentino informou em comunicado que a partir da próxima semana, "instrumentará, mediante um mecanismo ágil e transparente, licitações públicas de aquisição de títulos".

O Governo de Cristina Fernández de Kirchner indicou que se trata de uma "segunda etapa" do programa de recompra de dívida.

Além disso, faz parte "de uma estratégia voltada a diminuir a carga de serviços financeiros que deveriam ser enfrentados nos próximos meses, aproveitando as oportunidades de economia que surgirem a partir das condições econômico-financeiras".

O novo mecanismo de licitações periódicas até o fim do ano "permitirá consolidar" o programa de recompra, focando nas operações com espécies "que apresentem maiores vencimentos no curto e médio prazo", indicou o Ministério da Economia argentino.

O valor da dívida resgatada nas duas semanas do plano "oscila em torno dos US$ 380 milhões", indicou o Ministério da Economia da Argentina em outro comunicado.

"Ao comprar no mercado estes ativos, o Tesouro reduz os pagamentos a realizar nos próximos quatro anos por um total estimado de US$ 520 milhões, o que implica (considerando o montante investido) em uma economia líquida de US$ 140 milhões", especificou.

EFE nk/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.