Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Argentina reforça controle alfandegário para proteger mercado

Buenos Aires, 16 out (EFE).- A Argentina reforçou os controles alfandegários para a entrada de 120 produtos a fim de proteger a sua indústria da concorrência desleal, anunciaram hoje fontes oficiais.

EFE |

A medida aumenta a inspeção de mercadorias "de procedência duvidosa" para que "não existam trâmites que busquem ocultar sua origem", explicou a diretora da Alfândega, Silvina Tirabassi.

"Nos últimos três meses detectamos trâmites fraudulentos no valor de US$ 15 milhões, especialmente no setor têxtil e de motos", frisou Tirabassi durante um seminário empresarial.

Tanto o Governo como a União Industrial Argentina e a Confederação Geral do Trabalho, o maior sindicato do país, promovem o protecionismo perante uma "invasão" de produtos importados.

Teme-se que uma recessão econômica nos países desenvolvidos provoque um desvio do comércio da China e que uma queda do crescimento do Brasil acentue suas vendas à Argentina em momentos em que se calcula que o comércio bilateral fechará com forte déficit para o país da presidente Cristina Fernández de Kirchner.

Os produtos da China e outros países asiáticos lideram as denúncias de empresas argentinas por dumping, uma modalidade de comércio considerada desleal.

O secretário da Indústria argentino, Fernando Fraguío, havia confirmado na terça-feira que amplia a proteção às empresas locais com medidas com que a Argentina prevê pactuar com Brasil, Paraguai e Uruguai, seus parceiros nos Mercados Comum do Sul (Mercosul).

O Brasil já se pronunciou ser contra aumentar a tarifa externa comum do bloco e aplicar outras medidas protecionistas. EFE alm/rr

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG