Buenos Aires, 19 (AE) - O governo da presidente Cristina Kirchner deve anunciar nesta semana um pacote de ajuda financeira para os agricultores assolados pela seca que assola o país desde meados do ano passado. Segundo informações extraoficiais, as medidas - preparadas pela Ministra da Produção, Debora Giorgi - incluem o adiamento para os agricultores dos pagamentos dos impostos nacionais, a suspensão dos leilões judiciais e o lançamento de novas linhas de crédito.

A ajuda financeira direta aos agricultores deve ficar entre US$ 100 milhões e US$ 300 milhões. No entanto, o governo não aceitaria implementar a redução das "retenções" (impostos aplicados sobre as exportações de produtos agrícolas), medida que os produtores pedem ao governo desde o ano passado. Estimativas indicam que os prejuízos para o setor agrícola neste ano, por causa da seca, oscilariam entre US$ 3 bilhões e US$ 5 bilhões.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.