O governo da presidente Cristina Kirchner vai continuar liberando a conta-gotas as exportações de trigo argentino, cujo maior comprador é o Brasil. No segundo semestre, a Argentina liberará para exportação apenas 1,402 milhão de toneladas de trigo - desse total, o país já havia anunciado a liberação de 904 mil toneladas na semana passada .

Cristina quer garantir o abastecimento interno e preços baixos. Entre janeiro e junho deste ano, a Argentina exportou só para o Brasil 2,5 milhões de toneladas - 1,7 milhão de toneladas menos do que vendeu no mesmo período de 2007.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.