Tamanho do texto

BUENOS AIRES (Reuters) - A Argentina e a União Europeia fecharam um acordo sobre a disputa que mantinham na Organização Mundial do Comércio (OMC) pela comercialização de produtos agrícolas geneticamente modificados, informou nesta quinta-feira o bloco europeu. A Argentina havia denunciado a União Europeia à OMC pela moratória de facto implementada pelos europeus contra os Organismos Geneticamente Modificados (GMO, na sigla em inglês), mas agora retirará a demanda.

"O acordo mútuo, assinado hoje (quinta-feira), estabelece um diálogo bilateral, em forma de reuniões bianuais, que busca evitar eventuais obstáculos desnecessários ao comércio de produtos geneticamente modificados", afirmou o comunicado da UE divulgado em Buenos Aires.

O acordo inclui, entre outras coisas, um diálogo para manter os processos de aprovação de produtos e a renovação de autorizações para os GMO e de medidas relacionadas à biotecnologia que poderiam afetar o comércio entre as duas partes.

O Canadá teve uma disputa semelhante com a UE, mas chegou a um acordo em julho do ano passado. Os Estados Unidos são os únicos que mantêm uma demanda sobre disputa por produtos geneticamente modificados.

(Reportagem de Juliana Castilla)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.