Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Argentina e Brasil assinam acordo para comércio sem uso do dólar

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e sua colega argentina, Cristina Kirchner, assinaram nesta segunda-feira o acordo para que os dois países utilizem suas próprias moedas no comércio bilateral, eliminando o uso do dólar. Durante uma reunião em Brasília, os presidentes também acertaram um protocolo de intenções para construção da hidrelétrica binacional Garabí, no rio Uruguai, entre outras iniciativas.

Reuters |

'Damos um passo inicial a uma futura integração monetária regional', disse Lula durante almoço com a presidente argentina.

O Banco Central informou em nota à imprensa que também firmou com a autoridade monetária da Argentina um convênio que define as regras de operação do Sistema de Pagamentos em Moeda Local.

Segundo o ministro da Fazenda, Guido Mantega, o acordo entrará em vigor no início de outubro em caráter experimental. "O sistema poderá ser estendido no futuro aos demais membros do Mercosul", acrescentou ele.

Pelo sistema, os importadores e exportadores de Argentina e Brasil poderão usar suas respectivas moedas nas operações comerciais.

"O aprofundamento do mercado real-peso, a redução de entraves nas transações comerciais entre os dois países e o acesso de pequenos e médios exportadores são os principais objetivos da iniciativa", acrescentou o BC.

"Com a eliminação de uma terceira moeda nas transações diretas entre as empresas, o exportador, ao fixar o preço da exportação na moeda de seu país, deixará de ficar exposto a variações nas taxas de câmbio e terá a certeza de que receberá exatamente o valor negociado na sua moeda."

Inicialmente, o sistema poderá ser usado para operações de prazo de até 360 dias.

Leia tudo sobre: dolar

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG