Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Argentina diz que terá crédito de US$ 200 mi do BNDES

A Argentina terá uma linha de crédito de US$ 200 milhões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para financiar pequenas e médias empresas e vai implementar uma nova lei antidumping com prazos mais curtos e menos burocracia para proteger a indústria local, segundo anunciou nesta terça-feira a presidente Cristina Fernández de Kirchner, durante solenidade em comemoração ao Dia da Indústria. A presidente adiantou que assinará o acordo para créditos do BNDES na segunda-feira, em Brasília, com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Agência Estado |

"Vamos assinar, no Brasil, com o BNDES, planos de financiamento que saem do objetivo puramente comercial que tiveram até agora para começar a financiar cadeias de valor associativas de produção entre a Argentina e o Brasil", afirmou Cristina.

Neste sentido, continuou, "haverá uma linha específica de US$ 200 milhões precisamente para inserir nossos produtores, nossos industriais com a venda de seus produtos no mundo".

A presidente explicou, em discurso em cadeia nacional de rádio e televisão, que a linha de crédito do BNDES vai "financiar a compra de bens de capital e de mercadoria argentina".

Durante a solenidade pelo Dia da Indústria, Cristina anunciou ainda que o governo está trabalhando na norma para que os créditos sirvam para comprar máquinas argentinas.

"Vocês sabem, por exemplo, que, no Brasil, os créditos são dados somente para comprar maquinaria brasileira, exceto aquelas máquinas que não são construídas no Brasil. Queremos chegar a um acordo com a indústria local porque também temos de garantir ao que toma o crédito que tenha preço, qualidade e tempo de entrega", indicou.

 

Leia tudo sobre: argentinabndes

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG