Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Argentina decide elevar tarifas sobre a farinha

SÃO PAULO - O governo da Argentina elevou de 10% para 18% a tarifa de retenção de exportações de farinha de trigo. A alíquota está em vigor desde 28 de julho, segundo informações de um porta-voz do Ministério da Economia daquele país ao Valor . O aumento estava previsto na resolução número 125 divulgada pelo governo. Por essa resolução, a alíquota da farinha tem de ter uma diferença de 10 pontos percentuais [para baixo] em relação às tarifas de trigo em grão [que permanece em 28%] , disse.

Valor Online |

A decisão do governo não agradou as indústrias locais. Segundo Alberto España, presidente da Federação das Indústrias Moageiras da Argentina, a medida poderá desestimular as exportações de farinha de trigo e poderá desabastecer importantes mercados, como o Brasil. España disse que o setor moageiro do país não teme as ameaças feitas pelos moinhos brasileiros de entrar com processo antidumping contra os argentinos.

Ontem, as preços futuros do trigo fecharam em queda nas bolsas americanas, pelo terceiro dia consecutivo. O motivo é o mesmo: a expectativa de que a produção vai superar a oferta nesta safra 2008/09, principalmente nos EUA. Em Chicago, os contratos para dezembro encerraram a US$ 8,1250 por bushel, em queda de 4 centavos de dólar; em Kansas, o mesmo vencimento perdeu 5 centavos de dólar e fechou a US$ 8,4475 por bushel.

(Mônica Scaramuzzo | Valor Econômico)

Leia tudo sobre: argentina

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG