O secretário da Indústria da Argentina, Fernando Fraguío, defendeu nesta sexta-feira um aumento da Tarifa Externa Comum do Mercosul para alguns tipos de produtos, para proteger o bloco de um eventual aumento das importaçoes em função da crise financeira global.

Sem precisar quais seriam estes produtos, o funcionário afirmou que "os movimentos dessas tarifas não dependem da decisão unilateral de nenhum dos sócios do bloco, e sim do acordo dos países.

A proposta de elevar a tarifa comum está em sintonia com a política adotada na Argentina pela presidente Cristina Kirchner, que antecipou que controlará o comércio exterior para evitar uma eventual avalanche de produtos importados da Ásia ou de qualquer outra origem, em função da crise global, com o objetivo de evitar uma queda da produção industrial e do emprego no país.

lt/dm/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.