Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Área plantada com transgênicos cresce 5,3%, divulga ISAAA

São Paulo, 11 - A área plantada com sementes geneticamente modificadas no Brasil atingiu 15,8 milhões de hectares em 2008, um crescimento de 5,3% sobre os 15 milhões hectares cultivados no ano anterior. Do total, 14 milhões de hectares foram semeados com soja, 1,4 milhão de hectares com milho e 400 mil hectares com algodão.

Agência Estado |

O número foi apresentado hoje pelo representante no Brasil do Serviço Internacional para Aquisição de Aplicações em Agrobiotecnologia (ISAAA), Anderson Galvão.

O crescimento foi atribuído à aprovação de novas sementes transgênicas no Brasil. Segundo Galvão, tanto o milho quanto o algodão têm potencial para atingir participação equivalente à da soja, que já ocupa mais de 60% da área total com a oleaginosa no Brasil. "Estas culturas também são cultivadas por produtores de altíssima tecnologia", afirma Galvão.

O representante do ISAAA ressalta que esta é a primeira safra com milho transgênico no Brasil. Para a safra 2009/10, a expectativa é de aumento maior ainda, já que mais produtores devem adotar a biotecnologia para cultivo do cereal.

Mundo

No mundo, a área plantada com sementes geneticamente modificadas atingiu 125 milhões de hectares em 2008, crescimento de 9,4% sobre os 114,3 milhões de hectares do ano anterior, segundo o ISAAA. Este é o sexto maior crescimento registrado em área desde que a entidade passou a realizar o levantamento. No entanto, esta é a primeira vez que o ISAAA registra expansão inferior a dois dígitos. Atualmente, 25 países cultivam organismos geneticamente modificados (OGMs), dos quais 15 são países em desenvolvimento.

O ISAAA destacou a rápida adoção da tecnologia na África, que contabilizou a entrada de três novos países na lista dos produtores de transgênicos. Atualmente, além da África do Sul, Burkina Faso e Egito também cultivam OGMs.

O Brasil, com 15,8 milhões de hectares cultivados com soja, algodão e milho, está na terceira posição no ranking dos maiores produtores de transgênicos. Estados Unidos (com 62,5 milhões de hectares) e Argentina (com 21 milhões hectares) lideram a lista. Nestes dois países, a área com OGM's representa 80% do total cultivado.

O maior crescimento da área plantada com transgênicos foi registrado no quarto colocado do ranking, a Índia, onde se registrou um acréscimo de 23%, para 7,6 milhões de hectares. Em quinto lugar, vem a China com 3,8 milhões de hectares.

Perspectivas

A soja ainda é a principal cultura entre os transgênicos, mas o ISAAA aponta o potencial de crescimento do arroz, especialmente na China, país que mais investe recursos em pesquisa. "Em 2015, com avanço das pesquisas, o arroz poderá ser a principal cultura", afirma Clive James, presidente do Conselho de Administração do ISAAA.

Com as pesquisas para lançamento de arroz transgênico na China, James prevê que em 24 meses esta tecnologia já estará disponível para os agricultores locais. Além dos chineses, os produtores da Índia, Indonésia e Filipinas também investem em pesquisas para esta cultura. Outro fator que deve puxar uma nova onda de crescimento do plantio de transgênicos é a adoção de sementes que combinam duas ou três características, como a resistência aos herbicidas e à seca.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG