Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Aracruz fecha acordo e perde US$ 2,13 bi com derivativos

A Aracruz anunciou ontem ter chegado a um acordo com os bancos com os quais fez operações com derivativos. Segundo a empresa, o acerto vai eliminar 97% da exposição da empresa a esses instrumentos financeiros, com uma perda total de cerca de US$ 2,13 bilhões, segundo fato relevante.

Agência Estado |

"Em decorrência do referido acordo, a Aracruz e os bancos negociarão de boa-fé, até 30 de novembro de 2008, os termos e condições da reestruturação dos valores devidos em razão de tais operações", informou a companhia.

No último dia 17, a maior produtora mundial de celulose branqueada de eucalipto divulgou um prejuízo líquido consolidado de R$ 1,642 bilhão no terceiro trimestre de 2008. O resultado foi influenciado por uma despesa financeira líquida de R$ 2,462 bilhões no período, incluindo variações monetárias e cambiais. A companhia contabilizou no balanço de julho a setembro perdas de R$ 2,1 bilhões com derivativos.

Para preservar seu caixa, a Aracruz informou em outubro que está reduzindo em 62% a previsão dos investimentos no quarto trimestre e em 2009. O montante estimado cai de R$ 1,725 bilhão, incluindo os relacionados à joint venture Veracel, para R$ 654 milhões em um período de 15 meses.

O anúncio fez com que as ações PNB (preferenciais, sem direito a voto) da empresa fechassem ontem em alta de 8,39%. Segundo analistas, a valorização das ações mostra o fim das incertezas sobre o tamanho das perdas da companhia com operações de derivativos tóxicos. Apesar das perdas efetivas anunciadas pela empresa serem significativamente superiores ao valor de R$ 1,95 bilhão informado no início do mês passado, o mercado considerou que a definição da perda, neste momento, é mais relevante do que o número anunciado.

"A alta nos preços das ações acontece porque a Aracruz estancou a perda", disse a analista do banco Banif, Catarina Pedrosa. "O mercado já estava precificando a insolvência da empresa."

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG