O Banco Central (BC) aprovou ontem a compra da Nossa Caixa pelo Banco do Brasil, mas atrelou a autorização ao cumprimento de alguns compromissos pelo banco federal, que ganha força com a incorporação da instituição paulista. As exigências do BC devem implicar maior controle ou mesmo redução das tarifas cobradas dos clientes das duas instituições.

Em nota à imprensa, o BC disse que a operação "não acarreta prejuízos para a concorrência no sistema financeiro, a despeito de elevar o poder da instituição em alguns mercados relevantes de produtos financeiros".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.