Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Appy é nomeado assessor de Lula para não ter de deixar o governo

BRASÍLIA - O Palácio do Planalto encontrou uma forma de manter o ex-secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda Bernard Appy trabalhando para a aprovação da reforma tributária. Ele foi nomeado hoje como assessor especial do gabinete pessoal do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Valor Online |

Appy deixou o cargo anterior no início de agosto para ocupar a futura Secretaria Extraordinária de Reformas Econômico-Fiscais. Ocorre que a secretaria seria criada na mesma Medida Provisória (MP) que previa a constituição do Ministério da Pesca.

Criticada por parlamentares aliados e opositores ao governo por considerarem a criação de novos cargos nem urgente nem relevante, Lula retirou a MP no fim do mês passado e encaminhou um projeto de lei em substituição ao Congresso.

Assim, com a derrubada da MP, Appy e sua equipe ficaram de fora do governo. Como o próprio Lula definiu na semana passada que a reforma tributária é um dos temas prioritários para aprovação ainda este ano, foi feito o arranjo para que Appy continue a trabalhar, segundo explicou a assessoria do ministro da Fazenda, Guido Mantega.

Por isso, apesar de o Diário Oficial da União trazer hoje a nomeação de Appy para o gabinete pessoal de Lula, ele continuará sua agenda na Fazenda, subordinado diretamente a Mantega, como solução provisória para não ter que sair do governo, até que o Congresso aprove o projeto de lei que cria a nova secretaria.

(Azelma Rodrigues | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG