San Francisco, 7 jun (EFE).- A Apple inicia hoje em San Francisco sua Conferência Mundial de Desenvolvedores, a primeira desde que se lançou o iPad e na qual espera-se que o executivo-chefe, Steve Jobs, apresente a última geração do iPhone.

San Francisco, 7 jun (EFE).- A Apple inicia hoje em San Francisco sua Conferência Mundial de Desenvolvedores, a primeira desde que se lançou o iPad e na qual espera-se que o executivo-chefe, Steve Jobs, apresente a última geração do iPhone. Neste tipo de reunião, os programadores apresentam as aplicações que desenvolveram sobre os diferentes produtos da Apple, e esta será a primeira ocasião em que poderão trabalhar sobre o computador tablete iPad, o novo produto de destaque da companhia. No entanto, o foco de atenção nesta edição será, de novo, o telefone inteligente iPhone. Como é habitual, a companhia não antecipou que anúncios serão feitos durante a conferência, mas a Apple já aproveitou as últimas edições do evento para mostrar publicamente o iPhone 3G - em junho de 2008 - e um ano mais tarde o iPhone3GS, por isso que se espera que este ano ocorra o mesmo. Além disso, a rede de varejo Wal-Mart anunciou na semana passada que reduziria o preço do iPhone 3GS de 16GB para US$ 97 dólares nos Estados Unidos, frente aos US$ 198 que custa atualmente, o que se interpreta como uma tentativa de se desfazer das reservas para a chegada de um novo modelo. Os especialistas esperam que a quarta versão incorpore algumas novas funções como câmara frontal - permitindo assim videoconferências com serviços como Skype - ou mais capacidade e duração da bateria, novidades que serão bem recebidas, mas que não representam nenhuma mudança radical no aparelho. A Apple anunciará também, possivelmente, a introdução da multifuncionalidade no telefone para poder conciliar tarefas, algo que foi pedido por muitos usuários. Os usuários conhecem o aspecto do novo telefone, porque na internet circularam supostas fotos do aparelho depois que um funcionário da Apple esqueceu um protótipo em um bar do Vale do Silício e este acabou nas mãos da imprensa. Além do iPhone, os analistas acreditam que Jobs poderia anunciar outras novidades, relacionadas com o serviço de acesso à música na rede. No final de 2009, a Apple adquiriu a firma Lala.com, que permitia a seus usuários escutar música on line a partir de qualquer telefone ou computador se anteriormente haviam comprado e descarregado a canção em seu computador. EFE pg/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.