Tamanho do texto

SÃO PAULO - Após muita resistência, a Apple comunicou que irá liberar desenvolvedores de softwares para o iPhone para discutirem abertamente os programas para o telefone. Até então, no contrato firmado com os desenvolvedores, a fabricante incluía uma cláusula de não-divulgação de dados, segundo ela, para evitar violações de suas patentes.

Em nota enviada a desenvolvedores, a Apple justifica essa posição lembrando que registrou "centenas" de patentes relacionadas ao iPhone e sua tecnologia e que a cláusula do contrato era "mais um nível de proteção".

"Entretanto, a cláusula causou um grande transtorno para os desenvolvedores, autores e outros interessados em ajudar a levar adiante o sucesso do iPhone, por isso vamos retirá-la para a publicação de softwares", afirma a nota da Apple. "Os desenvolvedores vão receber um novo acordo sem a cláusula cobrindo os softwares publicados dentro de aproximadamente uma semana", acrescenta.

A nota, porém, lembra que a cláusula ainda é válida até que o novo contrato seja enviado.

Com a restrição imposta pela fabricante, desenvolvedores de softwares tinham limitado seu campo de ação para criar novos programas para o telefone, um dos recursos com maior apelo para os usuários.

(José Sergio Osse | Valor Online)