Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Aposentadoria em meia hora começa a valer

No primeiro dia em vigor da medida que determina a concessão de aposentadorias por idade do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) em até 30 minutos, nem todos os requerentes obtiveram o benefício dentro do tempo prometido. Márcia Regina Horta Piva, gerente substituta da agência do INSS no Tatuapé, conta que o tempo dos 11 pedidos do benefício agendados ontem na agência variou de 11 minutos a quase uma hora.

Agência Estado |

"Temos de analisar caso a caso", explicou. Para hoje, estavam agendados mais dez atendimentos.

Porém, nos casos em que a aposentadoria foi concedida em até meia hora, o segurado aprovou a nova sistemática. A educadora Hideco Kawamura, 60 anos, conseguiu usufruir da nova regra. Em menos de 30 minutos, ela deu entrada em sua aposentadoria na agência da Rua Xavier de Toledo, no centro, que começou a valer no mesmo dia. "Eu planejava receber o benefício desde o ano passado. O decreto foi um impulso. Talvez eu esperasse meses", conta.

Com a nova lei, o INSS ampliou o Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS) e estabeleceu o fim da obrigação legal por parte do segurado de comprovantes na hora de requisitar o benefício. Anteriormente, segundo o INSS, o prazo médio para o recebimento da aposentadoria era de 21 dias após a solicitação.

Porém, o benefício por idade não está entre os mais requisitados, confirma o próprio Instituto. Por isso, a ideia é expandir o decreto para outros dois tipos de aposentadorias ainda este ano: por tempo de contribuição, em março; e para trabalhadores rurais que optem pelo benefício por idade, em julho.

Ao lado de Hideco, no posto do centro, a advogada Beatriz Salgado, 53 anos, demorou mais de uma hora para dar entrada na sua aposentadoria por tempo de contribuição. Ao final do atendimento, não obteve uma estimativa de quando passaria a receber o benefício. "Me disseram que irá depender da fila. Conheço pessoas que esperaram 45 dias e outra que esperam três anos".

Ontem foram agendados 438 atendimentos de aposentadoria por idade em cerca de 180 agências do Estado, que podem ter ou não sido concretizados. O INSS não divulgou o balanço destes atendimentos.

João Batista Inocentini, presidente nacional do Sindicato Nacional dos Aposentados, ligado à Força Sindical, afirmou que irá fiscalizar o cumprimento do decreto por meio de uma ampla campanha de conscientização. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG