Tamanho do texto

O ministro alemão das Relações Exteriores, Frank-Walter Steinmeier, disse nesta quarta-feira que os países europeus se esforçaram, durante muito tempo, em convencer o governo dos EUA a aprovar medidas que poderiam ter impedido a atual crise financeira.

Steinmeier comentou, em uma visita à Bolsa de Nova York, que a Alemanha, principal economia da Europa, encontrou uma muralha quando pediu maiores controles nas finanças internacionais.

"Devo dizer que nós, o ministro das Finanças (Peer Steinbrueck) em particular, tínhamos razão nas recomendações que fizemos há dois anos", declarou aos jornalistas em Wall Street.

"Primeiro, para assegurar maior transparência nos mercados financeiros internacionais e, segundo, para demonstrar mais sensibilidade ao risco".

dlc/tt