Novo modelo social é muito mais equilibrado São Paulo, 01 (AE) - Entrevista com Gerd Leonhard,escritor e mídia futurista alemão. Há chances de estarmos às vésperas de outra bolha da web? LEONHARD - Vivemos uma grave crise no mercado financeiro e de tecnologia, mas ela é, na verdade, a passagem de um sistema de controle para um colaborativo.

Estamos deixando para trás o modelo americano de hipercapitalismo, onde eu faço aquilo que me dá mais dinheiro, por um modelo onde o importante não é que eu faça dinheiro, mas que o sistema como um todo saia ganhando. Podemos dizer que tudo está tomando um viés social - seja a mídia ou os negócios - e, nesse sentido, está claro que é a situação é bem diferente daquela da bolha.com. Enquanto a bolha pressupõe o retorno rápido do dinheiro, o modelo social valoriza a comunicação entre as pessoas e é muito mais equilibrado.

Quais os exemplos mais impressionantes do novo modelo?
LEONHARD - A eleição de Obama, que promete promover a busca de soluções conjuntas para problemas ambientais ou para a pirataria, por exemplo. E o Twitter, que permite que eu encontre e saiba o que está influenciando os meus amigos. Até acredito que nos próximo ano, o Twitter será tão grande quanto o Facebook, com 200 milhões de usuários. Ele marca a mudança da busca pelo maior número de lugares possíveis - representada pelo Google e suas 5 milhões de páginas indexadas - para a busca social, mais qualificada, onde eu descubro o que influencia os meus 300 amigos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.