Crise pode gerar expansão , diz presidente da Apex - Home - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Crise pode gerar expansão, diz presidente da Apex

A próxima meta de Alessandro Teixeira é aprender mandarim. As aulas particulares já começaram.

Agência Estado |

Antenado às tendências e preocupado em estreitar o relacionamento com os parceiros comerciais do Brasil, o presidente da Apex acredita que dominar o idioma do segundo maior mercado consumidor do mundo será uma vantagem competitiva, ainda mais em dias bicudos como os atuais.

Como evitar que a crise afete as exportações brasileiras?

A crise não surpreende. Já era fato que havia uma desaceleração em mercados importantes como o americano e o europeu. Agora é hora de aprofundar o relacionamento comercial com os países parceiros. Não adianta desistir do mercado americano porque há uma recessão por lá e voltar apenas quando a situação melhorar. Não é assim que funciona. Talvez o Brasil não aumente as vendas para países como os Estados Unidos, mas é a oportunidade de mostrarmos outras características, como a qualidade dos nossos produtos e, principalmente, de fortalecer a imagem do País. É o momento ideal de a Apex ter uma postura agressiva.

É o momento da diversificação?

Sim, já temos apostado em novos mercados, como o Leste Europeu, a América Latina e a Ásia. Hoje podemos dizer que países de pouca tradição na pauta exportadora, como Peru e Colômbia, têm crescido. Sem falar na China, que já é o segundo destino dos embarques brasileiros. Só no território chinês foram 53 seminários em 2008 e até dezembro vamos abrir um escritório em Havana, em Pequim e outro em Macau.

Qual é a sua recomendação para quem quer vender os produtos brasileiros no exterior?

O primeiro passo para qualquer empresa é se organizar e planejar antes de começar a exportar. Depois, procurar uma entidade capacitada para apoiar esse tipo de decisão, como a Apex e o Sebrae. Por último, recomendo que o empresário seja arrojado. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG