Compartilho preocupação com cidadãos , diz Bush - Home - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Compartilho preocupação com cidadãos, diz Bush

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, rompeu ontem seu silêncio em relação à crise financeira para afirmar que compartilha a preocupação dos cidadãos e deixar claro que seu governo está trabalhando para solucioná-la.

Agência Estado |

Ele leu uma declaração, sem oportunidade de perguntas, nos jardins da Casa Branca, no que representa sua primeira referência à crise após o breve comentário feito na segunda-feira.

Desde então, os mercados desabaram, o governo se viu obrigado a nacionalizar a seguradora American International Group (AIG) e o Federal Reserve (Fed, banco central americano), em uma ação coordenada com outros bancos centrais, injetou US$ 180 bilhões nos mercados financeiros. Parte da imprensa americana criticou o fato de Bush ter encontrado tempo para jantar com o presidente de Gana, sobrevoar a região do Texas atingida pelo furacão Ike e posar com finalistas do prêmio Jovens do Ano, mas não para dar apoio aos cidadãos.

Ontem ele reconheceu que "os americanos estão preocupados com a situação" do mercado financeiro e da economia nacional. "Compartilho suas preocupações." A crise provocou uma reviravolta na campanha eleitoral americana e o candidato democrata Barack Obama volta a aparecer como favorito.

Bush explicou que havia cancelado viagens para Flórida e Alabama para se conscientizar sobre a situação e se reunir com o secretário do Tesouro, Henry Paulson. Ele afirmou que seu governo está tomando "medidas agressivas e extraordinárias" para acalmar os mercados e "melhorar a confiança dos investidores".

"O Fed, com bancos centrais ao redor do mundo, tomou um passo importante para aumentar a liquidez no sistema financeiro americano", disse. "Essas medidas são necessárias e importantes. Além disso, os mercados estão fazendo ajustes correspondentes." E completou: "O povo americano pode ter certeza de que continuaremos dando passos para reforçar e estabilizar nosso mercado financeiro e aumentar a confiança dos investidores."

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG