A crise é a hora ideal para educar as pessoas - Home - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

A crise é a hora ideal para educar as pessoas

Com as bolsas despencando pelo mundo, o pequeno investidor quer saber o que é melhor: vender ou manter o sangue frio e esperar a turbulência passar? O investidor tem de se informar, conversar com analistas e pensar no longo prazo, recomenda Raymundo Magliano Neto, filho do ex-presidente da Bovespa e diretor comercial da Expo Money, tido como o maior evento de educação financeira e de investimentos da América Latina. Para Magliano Neto, o momento de turbulência internacional não poderia ser melhor para a realização da feira, que acontece de hoje à sexta-feira no Transamérica Expo Center, em São Paulo, das 13 horas às 22 horas.

Agência Estado |

"A crise é a hora ideal para educar as pessoas", afirma Magliano Neto. "Do jeito que estava o mercado, qualquer um ganhava. Mas a realidade não é assim. Na crise é que a gente consegue dividir o joio do trigo. Mas, para isso, o investidor precisa se informar, falar com analistas e consultores."

Em sua 6ª edição, a Expo Money espera receber mais de 20 mil participantes. O evento é voltado para investidores pessoa física, que têm a oportunidade de conversar com executivos de empresas de capital aberto, além de corretoras e consultorias financeiras. Serão exibidas ainda as mais novas ferramentas de homebroker, para investidores acompanharem os investimentos de casa.

"A crise vai ser o assunto da feira", afirma Fernando Silva Telles, sócio da corretora Coinvalores, que terá um estande na Expo Money. "Todos querem saber qual o melhor investimento no momento, que tipo de empresa é mais seguro, quem será mais afetado."

Realizado inicialmente só em São Paulo, o Expo Money já entrou para o calendário de dez cidades do País. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pela internet no site www.expomoney.com.br .

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG