RIO - O ministro interino do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Meziat, acredita que a projeção de exportações para 2008 será revista para cima, em função das vendas externas de US$ 90,645 bilhões alcançadas no primeiro semestre do ano. Atualmente, a meta é de US$ 180 bilhões.

É excepcional. O ministro (Miguel Jorge) tinha dito que a meta poderia ser revista. Possivelmente, diante deste resultado, será para cima, disse Meziat, que participa hoje do 2º Encontro Nacional do Comércio Exterior de Serviços, no Rio de Janeiro.

Segundo ele, o crescimento de 50% das importações é sustentável e demonstra um aumento na qualidade das compras externas. Meziat ressalta que a maior parte das importações é de bens de capital ou bens intermediários, que são voltados para a indústria. Hoje elas (as importações) funcionam para atender a demanda e como anteparo à inflação, afirmou.

O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior apresentou hoje os dados da balança comercial brasileira no primeiro semestre. O superávit foi de US$ 11,370 bilhões, com queda de 44,7% ante igual período do ano passado. As exportações somaram US$ 90,645 bilhões e as importações ficaram em US$ 79,275 bilhões. No primeiro semestre de 2007, as vendas externas totalizaram US$ 73,214 bilhões e as compras alcançaram US$ 52,635 bilhões.

(Rafael Rosas | Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.