SÃO PAULO - Depois de apresentar queda nos três últimos pregões, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) deve iniciar os negócios desta terça-feira no campo positivo, conforme aponta o Ibovespa futuro. Há pouco, o índice subia 0,43%, aos 69.

750 pontos.

Ontem, pressionado pelo desempenho das ações PN da Petrobras e pelo mercado americano, que operou em baixa durante a maior parte dos negócios, o Ibovespa encerrou com recuo de 0,46%, aos 69.023 pontos. O volume financeiro atingiu R$ 10,628 bilhões, valor inflado pelo total movimentado pelo exercício de opções de ações.

O pregão desta terça-feira deve ser marcado pela expectativa em relação à decisão de política monetária nos Estados Unidos. O anúncio será feito pelo Federal Reserve (Fed, banco central americano) às 15h15, mas o mercado espera a manutenção da taxa básica de juros do país no intervalo de zero a 0,25% ao ano.

De toda forma, os agentes avaliam que o comunicado da autoridade monetária americana poderá trazer pistas sobre a recuperação da economia do país. Em Wall Street, os futuros operam sem direção definida.

No cenário doméstico, também tem início hoje a reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC), que anuncia amanhã sua decisão para a taxa básica de juros. Embora bastante dividido, a maior parte do mercado ainda projeta a manutenção da Selic em 8,75% ao ano.

Na Europa, os índices acionários operavam em alta. Minutos atrás, o FTSE-100, de Londres, avançava 0,35%, enquanto o DAX, de Frankfurt, subia 0,73%, e o CAC-40, de Paris, aumentava 0,77%.

Na Ásia, as bolsas encerraram a sessão desta terça-feira sem uma direção comum. Os investidores estão cautelosos, à espera de anúncios dos bancos centrais dos Estados Unidos e do Japão.

No mercado de câmbio, apesar de ter iniciado os negócios em queda, o dólar já se valorizava em relação ao real. Há instantes, a moeda americana tinha valorização de 0,05%, a R$ 1,766. No cenário externo, o euro operava estável, enquanto a libra ganhava força ante o dólar.

(Beatriz Cutait | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.