Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Após renúncia de Edmar Moreira, Câmara escolhe novo corregedor

BRASÍLIA - Depois das denúncias de que não teria declarado ao Imposto de Renda um castelo de sua propriedade no valor de R$ 25 milhões, o deputado Edmar Moreira (DEM-MG) renunciou ao cargo de 2º vice-presidente e de corregedor da Câmara. Ele também é acusado de ter dívidas com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Valor Online |

A carta de renúncia deve ser entregue oficialmente ainda hoje à Presidência da Casa. Pelo regimento interno, no prazo máximo de cinco sessões, uma nova eleição para o preenchimento do cargo deverá ser feita.

Como a vaga de corregedor e de 2º vice-presidente cabe ao Democratas, o partido deve se reunir amanhã para decidir se mantém a indicação do deputado Vic Pires (PA) para o cargo. Ele era o candidato oficial da legenda e perdeu a eleição para Edmar Moreira, que, na última hora, apresentou candidatura avulsa.

O DEM já havia pedido a renúncia do deputado mineiro e promete levar o caso à Comissão de Ética do partido.

(Agência Brasil)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG