Tamanho do texto

O grupo americano de refinanciamento hipotecário Freddie Mac, que em setembro sofreu uma intervenção por parte do governo, registrou prejuízos de mais de US$ 25 bilhões, obrigando a instituição a pedir mais dinheiro aos cofres públicos.

No trimestre concluído em setembro, o prejuízo líquido do Freddie Mac chegou a US$ 25,3 bilhões, contra o US$ 1,2 bilhão registrado no ano anterior, segundo um comunicado divulgado nesta sexta-feira.

O tamanho do prejuízo se deve aos US$ 14,3 bilhões em gastos fiscais, aos US$ 9,1 bilhões em provisões e aos US$ 6 bilhões corroídos "pela acelerada deterioração das condições do mercado ao longo do terceiro trimestre".

A Freddie Mac explica que sofreu com "a queda dos preços dos imóveis, o aumento do desemprego, uma forte contração do consumo e uma considerável redução do crédito, tanto para os consumidores como para as empresas".

Leia também

Para saber mais

Serviço 

Opinião

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.