Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Após Fed, dólar reflete no mercado doméstico queda global

Por Jenifer Corrêa SÃO PAULO (Reuters) - O dólar fechou em queda frente ao real nesta quarta-feira, acompanhando o movimento de desvalorização global da moeda norte-americana após o forte corte de juro nos Estados Unidos.

Reuters |

A moeda norte-americana fechou cotada a 2,351 reais, em queda de 0,89 por cento, após ter chegado a cair quase 2 por cento nos primeiros negócios e a subir 0,5 por cento durante o dia.

"O dólar abriu baixo em virtude do corte de juro norte-americano, só que o que não aconteceu nos últimos dias, aconteceu hoje: volume alto, o pessoal saiu comprando", afirmou um diretor de câmbio, que preferiu não ser identificado, de uma corretora em São Paulo.

Segundo os dados mais recentes atualizados pela BM&F, o volume de negócios desta sessão ultrapassava 4 bilhões de dólares, concentrados na primeira metade da sessão. Nos últimos três dias o volume total negociado mal atingia 2 bilhões de dólares.

Na véspera, após o fechamento do mercado de câmbio, o Federal Reserve cortou o patamar do juro básico dos Estados Unidos para entre zero e 0,25 por cento, motivando a valorização dos mercados acionários globais.

Dessa forma, puxado de um lado pela forte devalorização global da divisa norte-americana e de outro pela significativa demanda do mercado doméstico e pelo fim da euforia das bolsas de valores ao redor do mundo, o dólar operou volátil nesta sessão, conforme explicaram operadores.

Nesta quarta-feira, além de realizar um leilão de venda de dólares das reservas, o Banco Central vendeu 500 milhões de dólares em um leilão de venda de dólares com compromisso de recompra.

A autoridade monetária ainda vendeu cerca de 1 bilhão de dólares em um leilão de swap cambial tradicional, com o objetivo de dar continuidade à rolagem de um lote de contratos que vence no início de janeiro.

O BC também divulgou nesta sessão que o fluxo cambial do país está negativo em 2,163 bilhões de dólares neste mês até o dia 12.

(Edição de Vanessa Stelzer)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG