Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Após corte de juntos nos EUA, Bovespa tem valorização de 4,37%; dólar cai 0,67%

SÃO PAULO - A decisão do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) divulgada nesta tarde surpreendeu positivamente o mercado financeiro, que reagiu com ampliação dos ganhos das ações em Nova York e, por tabela, em São Paulo. O Ibovespa encerrou o pregão desta terça-feira com uma valorização de 4,37%, com 39.993 pontos, chegando próximo a barreira dos 40 mil pontos.

Redação com agências |

Segundo o analista-sênior da TOV Corretora, Décio Pecequilo, a decisão do Fed surpreendeu pela agressividade, pois o previsto era um corte de 0,5 ponto percentual, trazendo a taxa para 0,5% ao ano. "Surpreende, mas parece que foi necessário, pois o ambiente nos EUA é bastante complicado. Cada dia tem uma novidade ruim", resume o especialista.

Por outro lado, ele aponta que essa política de corte de juros perde parte da eficácia, pois chegou ao seu limite. Também consciente disso, o colegiado do BC norte-americano anunciou que dará suporte ao funcionamento dos mercados e estimular a economia por meio de operações de mercado aberto.

Voltando ao cenário interno, o analista avalia que o dinheiro externo já começa a voltar ao mercado brasileiro em busca de rentabilidade. Os papéis estavam e ainda estão extremamente atraentes e com indicadores técnicos sugerindo compra. "Apesar de tudo, o investidor externo já começa a bater o olho aqui", afirma Pecequilo lembrando que do dia 8 ao dia 11 de dezembro cerca de R$ 2 bilhões em dinheiro externo vieram para o mercado brasileiro.

Além disso, o investidor local também está mais presente, aproveitando as oportunidades. "O investidor interno não está se importando com a instabilidade externa. Quem tiver paciência, vai montar uma carteira sólida, com empresas pagadoras de dividendos.

Câmbio

Depois de um começo de pregão bastante instável, as vendas acabaram falando mais alto e o dólar devolveu parte dos ganhos acumulados depois de dois dias seguidos de valorização ante o real. A moeda norte-americana encerrou a terça-feira com uma desvalorização de 0,67%, cotada a R$ 2,372.

No início dos negócios da tarde desta terça, o Banco Central realizou um leilão de venda de dólares no mercado à vista. A autoridade monetária também anunciou um leilão de venda da moeda norte-americana com o compromisso de recompra para esta quarta-feira.

Ainda nesta terça-feira, O BC também organiza uma pesquisa de demanda e anunciará se irá realizar um leilão de swap cambial tradicional com o objetivo de prosseguir com a rolagem de lote de contratos que vencem no início de janeiro.

(Com informações do Valor Online)

Leia tudo sobre: bolsas e câmbio

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG