SÃO PAULO - A indústria de software brasileira experimentou um período interessante no ano de 2008. Com a consolidação do segmento, através de fusões e aquisições, e o conseqüente fortalecimento dos negócios, 2009 promete criar oportunidades.

Segundo um estudo do IDC, consultoria do mercado de tecnologia da Informação e Telecomunicações, o crescimento esperado para o segmento de software neste ano é de 9%. " Apesar da crise, a área de software vai continuar crescendo, mesmo que a passos mais lentos " , afirma Ivair Rodrigues, diretor de pesquisa da IT Data.

No sentido da consolidação desse mercado, o evento mais marcante do ano, segundo os analistas do Banco Fator, foi a compra da Datasul pela Totvs. Em um negócio avaliado em R$ 700 milhões, a operação formou a maior empresa de software de gestão dos mercados emergentes e a nona maior do mundo. Outros movimentos interessantes foram a formação da Virtus, originada da junção de sete companhias - Automatos, Dedalus, Intelekto, Biosalc, Trellis, Visionaire e Volans - além das aquisições realizadas pela Bematech (Mister Chef, Snack Control e Logic Control). Agora, esses negócios deverão arrefecer. " Depois da série de operações ocorridas em 2008, acreditamos que em 2009 devem ser anunciadas, em sua maioria, pequenas aquisições de empresas de nicho " , afirmam os analistas do Banco Fator.

Os softwares de gestão de negócios continuarão sendo um segmento promissor. Segundo o diretor de pesquisa da IT Data, em 2009 o consumidor na pessoa jurídica será pressionado pelos custos. " Isso significa que eles demandarão formas de redução de custos via tecnologia " , afirma ele. Além disso, tanto no Brasil, quanto nos demais países da América Latina, os softwares de gestão integrada ainda têm pequena participação, o que gera um potencial de crescimento através do licenciamento de pacotes, principalmente para as pequenas e médias empresas.

O IDC concorda que estes produtos de apoio à gestão e ao controle de custos continuarão a atrair investimentos. " Com a crise, a área financeira volta a ter maior controle sobre as decisões de utilização dos recursos das empresas, direcionando as oportunidades especificamente para os sistemas que têm impacto direto sobre as vendas, controle de desempenho e de despesas " , afirma Julio Pagani, analista de software para a América Latina do IDC. Mas, a entidade adverte que o desaquecimento da economia e a restrição ao crédito podem atrapalhar esse potencial, dificultando as negociações para a ampliação da base de clientes.

Outros destaques do segmento devem ser os softwares voltados para virtualização, que atrairão investimentos pela melhoria do gerenciamento de dados. As soluções de Business Inteligence, que facilitam o acompanhamento do desempenho dos negócios, também apresentam bom potencial, " A tecnologia da informação pode desempenhar um papel importante nesse cenário de crise, auxiliando as empresas a rever gastos e melhorar a eficiência " , completa Paula Bellizia, diretora de marketing e negócios da Microsoft Brasil. Já os projetos relativos à convergência, que englobam integração de sistemas, devem ser postergados, na opinião de Pagani.

Marcel Malczewski, diretor-executivo da Bematech, afirma que as oportunidades podem ser grandes para algumas áreas, basta saber aproveitar. " Para reduzir custos, é necessário o uso de tecnologia. As empresas terão de acertar no que investir para se prepararem para os desafios do ano que vem " , afirma o CEO. A companhia de equipamentos de software pretende se voltar para a informatização do varejo em 2009. Segundo Malczewski, os bares e restaurantes ainda são pouquíssimo informatizados e apresentam um forte potencial de crescimento.

O segmento de serviços offshore é outro campo que pode se destacar. Segundo o IDC, o setor de serviços de TI deve crescer 8,6% no ano que vem. " As empresas brasileiras vão poder aproveitar essa chance, pois o mercado ainda é pequeno e, com a alta do dólar, nos tornamos mais competitivos no mercado externo, até com relação à mão-de-obra " , acrescenta Luiz Mattar, presidente da Tivit.

(Vanessa Dezem | Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.