Tamanho do texto

Nova York, 3 dez (EFE).- O Bank of America pode cortar até 30 mil empregos como parte do processo de compra do banco de investimento Merrill Lynch, segundo informou hoje a rede de TV CNBC.

O anúncio é três vezes superior ao que havia sido calculado por analistas.

A cadeia, que não identificou suas fontes, assegurou que o executivo-chefe do banco, Kenneth Lewis, quer cortar US$ 7 bilhões em despesas nos próximos anos.

A "CNBC" assegura que, levando em conta esse número, suas fontes prevêem a eliminação de 30 mil postos de trabalho, três vezes mais que os dez mil empregos especulados nas últimas semanas pelos analistas.

A fusão de Bank of America e Merrill Lynch elevará o corpo de funcionários da nova entidade para 260 mil empregados, dos quais ao redor de 50 mil pertencem ao departamento de bancos de investimento, segundo a rede de televisão.

Em 26 de novembro, o Federal Reserve (Fed, banco central americano) aprovou a compra do Merrill Lynch pelo Bank of America, avaliada em US$ 44 bilhões.

Com essa aquisição, que contou com o apoio das autoridades americanas, o Bank of America consolidou sua posição de gigante financeiro, reforçada por uma série de compras anteriores. EFE mgl/rr