Tamanho do texto

BRASÍLIA - Os investimentos estrangeiros em ações e títulos de renda fixa podem atingir US$ 35 bilhões este ano, segundo estimativa revisada do Banco Central (BC), que antes aguardava US$ 25 bilhões. Juros reais elevados nos títulos públicos federais e valorização de empresas brasileiras são aspectos que mantém o interesse do investidor.

Dados preliminares apontam que em março até hoje já ingressaram US$ 842 milhões para ações, sendo US$ 819 milhões no país e o restante em recibos negociados em bolsas de valores de fora. Para papéis de renda fixa a entrada foi de US$ 1,516 bilhão em igual período.

Embora com um salto de US$ 10 bilhões, a nova projeção do BC é inferior ao recorde de investimentos em portfólio de 2009, quando atingiu US$ 47,1 bilhões.

Entre janeiro e fevereiro, as aplicações de estrangeiros em ações de companhias brasileiras acumulou US$ 3,112 bilhões, enquanto que para renda fixa (basicamente títulos federais) foram US$ 2,5 bilhões.

(Azelma Rodrigues | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.