SÃO PAULO - O HSBC Holdings PLC, maior banco da Europa em termos de valor de mercado, registrou perdas de mais de US$ 4 bilhões com a crise no mercado imobiliário americano no terceiro trimestre. Na avaliação da instituição, a turbulência sem precedentes nos mercados financeiros continua apresentando enormes desafios.

O banco avisou que verificou despesas com depreciação de ativos nos Estados Unidos ante o avanço da inadimplência nos empréstimos e o rumo da economia americana para uma recessão. No Reino Unido, os créditos ruins também subiram nos três meses terminados em setembro.

Em comunicado administrativo interino, o banco notou que o lucro do terceiro trimestre será maior do que aquele apurado um ano antes, uma vez que o crescimento na Ásia e a venda de ativos acabaram compensado o fraco desempenho nos Estados Unidos.

O HSBC notou, contudo, que o ganho nos nove primeiros meses de 2008 será mais enxuto. O executivo-chefe do grupo, Michael Geoghegan, notou que a tendência atual sugere mais deterioração "no curto a médio prazo".

(Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.